Sobre Nós

Marcas-37

www.endocrino.org.br

Sobre a SBEM:

Terceira do mundo na sua especialidade, a SBEM está promovendo uma campanha de esclarecimento para a valorização do endocrinologista.

São 3415 associados ativos em todo o país.

Esses especialistas são reconhecidos por cuidarem de doenças como obesidade e diabetes mellitus. No entanto, tratam também da reposição hormonal masculina e feminina (menopausa e hipogonadismo masculino), alterações menstruais, alterações do crescimento e desenvolvimento da criança, distúrbios da puberdade, alterações dos lipídios (colesterol e triglicerideos), alterações do metabolismo osseo, doenças da tireoide, das adrenais e da hipofise.

História da SBEM:

SBEM foi fundada sob o nome de Sociedade de Endocrinologia e Metabologia do Rio de Janeiro em 1º de setembro de 1950, por iniciativa do Dr. José Schermann, do Dr. Francisco Arduíno, do Prof. Clementino Fraga Filho, do Dr. Heitor Felix e do Dr. Nelson Nogueira.

Foi transformada em Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia após démarches entre a Sociedade do Rio de Janeiro e Endocrinologistas de São Paulo.

Em reunião ocorrida na Santa Casa de São Paulo, no dia 30 de agosto de 1954, foi adotada, definitivamente, a modificação do nome da Sociedade para SBEM, com a participação, entre outros, dos Profs. Waldemar Berardinelli e Ulhôa Cintra e dos Drs. Ulisses Lemos Torres, Arnaldo Sandoval, A Mesquita Sampaio, Luciano Décourt e Eugênio Chiorbolli.

À procura de expansão da SBEM, a Diretoria Nacional (Rio de Janeiro), em colaboração com especialistas dos estados, fundou cinco Regionais. Participaram destes projetos os Drs. José Salles de Oliveira Coutinho e J. Procópio do Valle, respectivamente presidente e 1º secretário, representando a Diretoria Nacional, e os seguintes especialistas, de seus respectivos estados:

Paraná – Drs. Antenor Pamphilo dos Santos, Orlando de Oliveira Mello, Alfredo de Morais e Silva Filho, Marques Faria, Gastão Silva e Azor Cruz, entre outros. Neste estado, na data de 14 de setembro de 1957, havia sido fundada a Sociedade de Endocrinologia e Nutrição do Paraná. Graças à compreensão de seus líderes, foi esta incorporada, como Regional do Paraná da SBEM, em 11 de agosto de 1958.

 

Rio Grande do Sul (11/09/1958) – Drs. Arhon Hutz, Rubens Mena Barreto Costa, Henry Wolff, Maurício Seligman, Luiz Settineri, Pery Riet Corrêa, Wener Soldan e Walter Zelmanovitz, entre outros.

 

Pernambuco (11/09/1958) – Drs. Luiz Inácio, Nelson Chaves, Martiniano Fernandes e Santos Moura, entre outros.

 

Minas Gerais (11/09/1958) – Drs. Aulo Pinto Viégas, Nelson Ziviani, Maria das Dores Souza de Moraes, Hermes Pardini, Roberto Mundim Pena, Alpheu Vaz de Mello e Antônio Rodrigues Ferreira, entre outros.

 

Bahia – Na gestão da Diretoria Nacional (Rio de Janeiro), graças à iniciativa de seu presidente, Dr. Luiz Carlos Lobo, e especialistas de Salvador, tendo à frente a Dra. Anita Guiomar Franco Teixeira, foi fundada, em 10 de junho de 1965, a Regional da Bahia.

Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia

Repetindo Procópio do Valle: “1968 marcou para a SBEM a assinatura do convênio com a Associação Médica Brasileira, de forma a ser oficialmente outorgado no país o Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia. Os anos de 1967 e 1968 foram dedicados pelas Diretorias das Regionais do Rio de Janeiro e de Pernambuco (Nacional) para o estatuto e, finalmente, aprovação da matéria. Coube ao Dr. Luiz Cesar Póvoa, 1º secretário da SBEM/RJ, a tarefa de motivar o assunto, planejado e realizando os estudos sobre o regulamento, que foi, finalmente, aprovado pela SBEM (Prof. Nelson Chaves) e pela AMB”.

Dos estudos sobre o Título de Especialista, abordados acima, resultou a aprovação da SBEM como entidade que representaria oficialmente a AMB, em todo o país, como o seu Departamento de Endocrinologia e Metabologia.

Realiza-se então, em 1972, o primeiro exame, no congresso brasileiro em Belo Horizonte, com banca examinadora composta por Bernardo Leo Wajchemberg, José Diogo Martins e Luiz Cesar Póvoa. Passaram então os exames a ser realizados bianualmente, nos congressos brasileiros, até 1977, quando foram criados os cursos de atualização, onde também são realizados exames, tornando-os assim anuais, no sentido de facilitar a o acesso aos mais jovens. Mantém-se, desse modo, a chama inicial da SBEM de que a especialidade deve subsistir pela qualidade, e não pela quantidade, de seus sócios.

Os Estatutos

O primeiro Estatuto da Sociedade de Endocrinologia e Metabologia foi esboçado em agosto de 1950, pelos Drs. J. Procópio do Valle, José Schermann e Heitor Felix. Posteriormente foi reformulado, com a colaboração dos Drs. W. Berardinelli, Nelson Nogueira e Clementino Fraga Filho, passando a ser o guia da Sociedade até 1954.

Após a transformação da Sociedade em SBEM, em 30 de agosto de 1954, o Dr. José Salles de Oliveira Coutinho apresentou um Projeto de Estatuto, que foi aprovado pela Diretoria Nacional.Nesta oportunidade foi, pelo mesmo sócio, apresentado o Regulamento da Regional do Rio de Janeiro, que foi aprovado. Pouco a pouco, as demais Regionais tiveram aprovados seus regimentos.Em 1982, sob a presidência de Adriana Costa e Forti, realiza-se uma grande reforma do Estatutos, já necessária, adaptando-os à nova realidade da especialidade e do país. Lamentavelmente foi omitida da redação dos objetivos da SBEM aquele parágrafo destacado no início deste trabalho, porém inúmeros avanços foram feitos, tais como aqueles que permitem a criação de Departamentos e Capítulos, assim como, em categorias diversas, a admissão de profissionais de áreas afins.Deve, a nosso ver, ser o Estatuto uma célula viva, um órgão dinâmico, em permanente processo de modernização e adequação à realidade sempre mutante. (…)

* Em fevereiro de 2003, uma reunião da SBEM, realizada em Brasília, convocou associados para uma das mais significativas reformulações dos Estatutos.

A declaração da Missão e Valores da SBEM expressa o propósito e a razão de ser da Sociedade, e os princípios segundo os quais esta Missão será exercida.

  • Missão – Promover a Endocrinologia e Metabologia e valorizar seus associados através da qualificação, titulação e suporte, com estímulo à educação continuada e à pesquisa.
  • Valores – Para o cumprimento de sua missão, a SBEM manter-se-á coesa e fiel aos princípios éticos e de dignidade profissional, respeitando os fundamentos científicos, no interesse do paciente e da comunidade.

Realização:

Marcas-37

Organização:

clannad

SBEM: Rua Humaitá, 85-5º andar, Humaitá, Rio de Janeiro/RJ, CEP 22261-000 – Tel.: +55 (21) 2579-0312

Clannad Editora Científica: Rua Doutor Luiz Migliano, nº 1986 - Edifício Bonnaire Office, sala 728 - Jardim Caboré - São Paulo/SP - CEP: 05711-001 - Tel.: +55 (11) 94791-7950

©2019. SBEM – Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Todos os direitos reservados.
X